quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Por Chico Xavier

O silêncio
Onde quer que você esteja, seja a alma deste lugar...
Discutir não alimenta.
Reclamar não resolve.
Revolta não auxilia.
Desespero não ilumina.
Tristeza não leva a nada.
Lágrima não substitui suor.
Irritação intoxica.
Deserção agrava.
Calúnia responde sempre com o pior.
Para todos os males, só existe um medicamento de eficiência comprovada.
Continuar na paz, compreendendo, ajudando, aguardando o concurso sábio do Tempo, na certeza de que o que não for bom para os outros não será bom para nós...
Pessoas feridas ferem pessoas.
Pessoas curadas curam pessoas.
Pessoas amadas amam pessoas.
Pessoas transformadas transformam pessoas.
Pessoas chatas chateiam pessoas.
Pessoas amarguradas amarguram pessoas.
Pessoas santificadas santificam pessoas.
Quem eu sou interfere diretamente naqueles que estão ao meu redor.
Acorde…
Se cubra de Gratidão, se encha de Amor e recomece…
O que for benção pra sua vida, Deus te entregará, e o que não for, ele te livrará!
Um dia bonito nem sempre é um dia de sol…
Mas com certeza é um dia de Paz.

Educação

Buda 6

"Não permita que o comportamento dos outros tire a sua paz. 
A paz vem de dentro de você mesmo. 
Não a procure à sua volta".

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Qual a posição do carro?


A discussão da "verdade" não passa de uma discussão sobre diferentes perspetivas/pontos de vista sobre a verdade.
É necessário ter a capacidade de dar espaço para ouvir e aceitar outras formas de ver...
Mesmo quando não é tão evidente ou quando estamos convictos de estar a ver da forma "certa". 
(mediação de conflitos)

Leia Mulheres Joinville: "Um teto todo seu"

Buda 5

"Em nossas vidas, a mudança é inevitável. 
A perda é inevitável. 
A felicidade reside na nossa adaptabilidade 
em sobreviver a tudo de ruim".

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Dalai Lama

Dica IOT


É muito comum ver pessoas com o pescoço inclinado para enxergar a tela do celular, posição que gera uma pressão muito maior sobre a coluna. Saiba que essa má postura pode ocasionar grandes dores na cabeça (ligadas a tensões na nuca e no pescoço), além de dores nos braços e nos ombros. E isso é só o começo!

A recomendação é que o celular esteja posicionado mais em frente ao seu rosto, ou perto do nível dos olhos, enquanto digitar. Use as duas mãos e os dois polegares para criar uma posição mais simétrica e confortável para a coluna vertebral também é recomendável. Dessa forma você evita sérios problemas futuros!

Buda 4

"Uma mentira pode salvar seu presente, 
mas condena seu futuro".

domingo, 10 de dezembro de 2017

“Muitos homens passam a vida pescando, 
sem saber que não é peixe aquilo que procuram” 
Henry David Thoreau

Programa Famílias Acolhedoras completa 10 anos e prevê ampliação em Joinville

Criado em 30 de novembro de 2007, o Famílias Acolhedoras já teve a participação de 38 famílias, que atenderam 120 crianças, garantindo a elas acesso a direitos básicos como saúde e educação, além de privacidade, amor e carinho que fazem parte do ambiente familiar. “Entendemos que o acolhimento pelas famílias tem característica peculiar e, para a criança, faz toda a diferença. Em geral, a adaptação é fácil e a criança se vincula e se desenvolve rapidamente”, conta a assistente social, Denise Vieira Santos, coordenadora do programa Famílias Acolhedoras.
De acordo com a legislação, podem ser acolhidas crianças de zero a 18 anos, pelo período que varia de três meses a dois anos. As famílias podem definir o perfil da criança atendida e recebem um termo de guarda provisória, tornando-se responsáveis pelos cuidados com ela. Para auxiliar nas despesas essenciais, a família recebe subsídio no valor de um salário-mínimo e meio.
Embora o programa vise proporcionar cuidados, amor e afeto, as famílias devem estar cientes de que a permanência com as crianças é temporária e que o objetivo é reintegrá-las às suas famílias de origem. Por isso, alguns requisitos são essenciais, conforme explica a coordenadora do programa: “Enquanto a criança está em acolhimento, a SAS busca a sua reintegração junto aos pais ou parentes de primeiro grau. Se não tiver sucesso, a criança segue para adoção, de acordo com a determinação do juiz. A família acolhedora não pode estar inscrita no cadastro de adoção e tem que estar ciente de que vai ficar com a criança temporariamente”. Para preparar as famílias e as crianças, a SAS realiza acompanhamento contínuo, com atendimento de psicólogos e assistentes sociais.

Ampliação do programa

Atualmente, o programa conta com a parceria de 20 famílias e, devido à sua relevância, a expectativa é ampliar o atendimento durante o próximo ano. “É a forma de acolhimento mais benéfica às crianças, pois as famílias acolhedoras oferecem tudo aquilo que o lar de origem não lhes proporcionou. Nossa expectativa para 2018 é quadruplicar o número de famílias participantes e o nosso olhar é de que, no futuro, possamos acabar com o acolhimento institucional nos lares e abrigos”, afirma o secretário da SAS, Vagner Ferreira de Oliveira. As famílias interessadas em participar do programa podem entrar em contato com a SAS pelo e-mail familiasacolhedoras@ joinville.sc.gov.br ou pelo telefone (47) 3434-5718.

Experiência

O casal Ana Magali e Luiz Roberto Monich participa do programa desde a sua criação e foi a primeira família a acolher crianças. Ao longo dos dez anos, já receberam dezenove crianças, com idade de zero a dez anos, que permaneceram em sua casa por até um ano. Para eles, conquistar as crianças que chegam assustadas, dando a elas amor, carinho e o conforto de um lar, é o mais importante. Quanto à despedida, a tristeza é superada pelo desejo de felicidade. E para as famílias que têm vontade de ajudar outras crianças, o aposentado recomenda: “Temos dois filhos e dois netos e todos se orgulham muito de sermos uma família acolhedora. Tudo o que pudermos fazer pelas crianças, é pelo nosso futuro, para que as próximas gerações sejam melhores. A violência se alimenta das crianças. E estamos fazendo a nossa parte para mudar isso”. 

Apresentação de Corais


Diversos corais de Joinville, convidados para realizar apresentações especiais de natal, 
em frente ao prédio principal da Harmonia Lyra.
Dias 12, 13 e 14 de dezembro, das 19h às 20h.

Buda 3

"A lei da mente é implacável. 
O que você pensa, você cria; o que você sente,
você atrai; o que você acredita, torna-se realidade".

sábado, 9 de dezembro de 2017

"A tarefa não é compreender o mundo, mas transformá-lo" Marx

Ligue 180

Programa Eco Cidadão

O que é? O Programa Eco Cidadão (PEC) é realizado pelo Serviço de Referência de Proteção Básica, da Secretaria de Assistência Social (SAS), desde 1999. Tem como objetivo principal a inclusão social do adolescente em vulnerabilidade social, oferecendo um conjunto de atividades para que ampliem seus conhecimentos nas áreas de cultura, meio ambiente e cidadania. Contribui na formação social e profissional dos adolescentes e no desenvolvimento da autonomia e do protagonismo, estimulando a construção de sua própria história e reforçando a importância do vínculo familiar.

Como funciona - As atividades ocorrem durante um ano, no contraturno escolar, das 8h às 11h, de segunda a quinta-feira. São promovidas vivências coletivas, rodas de conversa, oficinas pedagógicas de arte ecológica, urbana e de movimento, assim como atividades esportivas, entre elas o taekwondo. Também são realizadas visitas técnicas e de lazer. O conteúdo programático é aplicado com base em quatro eixos estruturantes: Convivência Social; Direito de Ser e Cultura; Saúde e Meio Ambiente; Preparação, Formação Profissional e Mundo do Trabalho. O Programa conta com uma equipe técnica interdisciplinar própria, incluindo educadora, assistente social, pedagoga e psicóloga.

Quem participa - Adolescentes de 14 e 15 anos, em situação de vulnerabilidade social. Os participantes são selecionados pelo banco de dados das famílias cadastradas na Secretaria de Assistência, e também por indicação de orientadores da rede municipal de ensino.

Onde funciona  - A partir de 2018, será realizado nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) do Paranaguamirim, Morro do Meio, Jardim Paraíso, Comasa, Aventureiro e Adhemar Garcia. Além disso, serão implantados CRAS em Pirabeiraba, no Parque Guarani e no Floresta.

Buda 2

"Aqueles que estão livres de pensamentos 
rancorosos certamente encontram a paz".

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Utilidade Pública


O Departamento de Trânsito da Prefeitura de Joinville (Detrans) implanta neste fim de semana (sábado e domingo, dias 9 e 10 de dezembro) ciclofaixas em toda extensão da rua Plácido Olímpio de Oliveira e em trecho da rua General Valgas Neves. A rua Plácido Olímpio de Oliveira terá a ciclofaixa em toda sua extensão (1,5km) – da rua Valgas Neves, no bairro Atiradores, até a rua Porto Belo, no bairro Bucarein. A ciclofaixa da rua Valgas Neves (trecho de 260m) vai da rua Ministro Calógeras até a rua Plácido Olímpio. Em função dessa ação, o estacionamento no lado direito das duas vias será suprimido.

Mão única na rua Dr. Plácido Gomes O Detrans também oficializa neste fim de semana mudança na rua Dr. Plácido Gomes. A via, que opera em mão inglesa no trecho entre a avenida Getúlio Vargas e a rua São Paulo, passará a ter mão única no sentido da rua São Paulo para a avenida Getúlio Vargas.

Feira do Príncipe terá edição natalina neste fim de semana


A última edição da Feira do Príncipe, em 2017, acontece neste domingo (10/12/2017), com temática especial de Natal. Além da decoração especial, haverá comercialização de diversos produtos natalinos, além das opções de artesanato, brechó, antiguidades, livros, além de flores, temperos, cactus, mudas de plantas e verduras. No setor de gastronomia, delícias doces e salgadas, como hambúrgueres, comida chinesa, pizza gourmet, pastel, crepe francês, tapioca, produtos coloniais, pães, cucas, pão de mel, brigadeiros, açaí e café gourmet.

A programação cultural da Feira do Príncipe também estará em clima de Natal. Às 9h30, o público poderá assistir o Coral dos Servidores da Prefeitura de Joinville, sob a regência da professora Marilene Sprogis; e às 10h30 sobe ao palco a Banda Mirim do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville. Ambas as apresentações terão repertório com músicas populares e canções natalinas.

Outra atração do evento será o espetáculo “O Muro”, que aborda questões sobre inclusão e violação dos direitos de pessoas com deficiência. Criada pela companhia joinvilense Casa Teatral, a peça faz parte do projeto “Ciclos de Violência”, desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social de Joinville (SAS), que retrata formas de violência praticada contra diferentes grupos da sociedade. O espetáculo “O Muro” será apresentado às 11h30 e é livre para todos os públicos.

Excepcionalmente nesta edição de dezembro, o horário de funcionamento da Feira do Príncipe será das 8h às 13h, já que o comércio de rua estará aberto a partir das 14h.

12ª EmpHand Joinville - Edição Natalina


Emporium Handmade reúne mais de 90 expositores em Joinville
Criada em Curitiba, feira multicultural será realizada pela segunda vez em Santa Catarina
com novidades em arte, decoração, moda e gastronomia

Moda, gastronomia, arte, design, decoração, produtos para casa e jardim, artesanato, acessórios, calçados, brinquedos, artigos para animais de estimação e cosméticos. Com esse mix de tendências e novidades, Joinville vai sediar nos dias 09 e 10 de dezembro a segunda edição da Emporium Handmade. Criado em Curitiba, o evento retorna a cidade com mais de 90 expositores confirmados. Além de apresentar ao público produtos diferenciados e criativos, com preços acessíveis e atendimento personalizado, o objetivo dos organizadores Meroly Felizardo, Vera Alice Lucio, Melton Luigi Felizardo é aproximar clientes e empreendedores. Com entrada gratuita, a Emporium Handmade Edição Joinville será realizado na Liga da Sociedade Joinvilense. No sábado, dia 09 de dezembro, das 12h às 20h e no domingo, dia 10, das 10h às 20h.

Em Curitiba, a feira multicultural já está em sua décima primeira edição, somando mais de 200 marcas participantes e cerca de 13 mil visitantes. Na contramão do consumo de produtos industriais, a Emporium Handmade oferece qualidade e diferenciação do artesanato contemporâneo. Mesmo um produto que tenha similares, não é igual ao outro porque o ato de fazer com as mãos transforma cada peça em única. 

Os dois dias da feira são uma grande confraternização, na qual os consumidores podem ter contato direto com os responsáveis pelas marcas e trocar experiência e informações com empreendedores de diversos pequenos negócios. A edição contará com expositores de cinco cidades diferentes do Paraná, São Paulo e Santa Catarina.

Emporium Handmade – Edição Joinville
Liga da Sociedade Joinvilense - Rua Jaguaruna 100 - Centro
Dia 09 de dezembro, sábado, das 12h às 20h, e 10 de dezembro, domingo, das 10h às 20h.
Entrada gratuita

Buda

Buda e a inspiração budista nos transmitiram lindas mensagens de vida que, 
mesmo para quem não segue o budismo, 
são importantes lições e nos ajudam a ser uma pessoa melhor.

"Guardar raiva é como segurar um carvão em brasa
 com a intenção de atirá-lo em alguém; 
é você que se queima".

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Teatro aborda inclusão e violência contra a mulher


A violência contra a mulher e a inclusão de pessoas com deficiência são os temas tratados nas peças teatrais “Traços Femininos” e “O Muro”, que serão levadas a público em Joinville nos próximos sábado, domingo e quarta-feira (dias 9, 10 e 13 de dezembro), por iniciativa dos CREAs – Centros de Referência Especializados de Assistência Social.

As apresentações, com acesso gratuito, serão encenadas pela Cia de Teatro Casa Teatral na Casa Iririú, na praça Nereu Ramos durante a Feira do Príncipe e na Amorabi – Associação dos Moradores do Bairro Itinga. As duas entidades são parceiras da Secretaria de Assistência Social de Joinville em ações relacionadas com a responsabilidade social.

O espetáculo “O Muro”, que aborda inclusão e violação dos direitos de pessoas com deficiência, foi criado pela companhia joinvilense Casa Teatral. A peça faz parte do projeto “Ciclos de Violência”, desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social de Joinville (SAS), que retrata formas de violência praticada contra diferentes grupos da sociedade.

Já a peça “Traços Femininos” tem como personagem central uma menina que se torna mulher e vagueia por uma sociedade que impõe regras e condutas, gerando violência que provoca dor e culpa. Através de contos da literatura brasileira, músicas e muita poesia, “Traços Femininos” pretende alertar e sensibilizar a sociedade acerca da violação dos direitos das mulheres e da violência contra a mulher, valorizando e promovendo o empoderamento feminino.

Programação
* Sábado, dia 9 de dezembro, 20h – “Traços Femininos”. Casa Iririú – Rua Guaíra, 634.
Domingo, dia 10 de dezembro, 11h30min – “O Muro”. Praça Nereu Ramos, na Feira do Príncipe.
Quarta, dia 13 de dezembro, 16h – “Traços Femininos”. Amorabi – Rua dos Esportistas, 510, Itinga.
"Ninguém, além de você, 
está no controle de sua felicidade. 
Portanto, ajuste as velas e corrija o rumo."

Pink Floyd In Concert

Uma viagem pela obra do Pink Floyd

Prepare-se para um espetáculo épico! Uma noite com os clássicos de uma das mais conceituadas bandas da história do rock mundial. A banda In The Flesh Floyd promete uma interpretação com o máximo de fidelidade e equipamentos de ponta. Classificação livre - Duração: aproximadamente 120 minutos.

Pensando...

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

No Casulo é assim! Matrículas abertas...

Nossa prática pedagógica não só respeita a criança em seu ritmo e demandas, como também sua natureza exploradora, que se encanta em observar e sentir o mundo a sua volta! Venha nos conhecer... Nosso ano letivo 2018 inicia em 22 de janeiro e as matrículas já estão abertas, garanta a vaga do seu bebê!

Todos juntos contra a violência!


Diz o Artigo 6º da Lei Maria da Penha: “A violência doméstica e familiar contra a mulher constitui uma das formas de violação dos direitos humanos”. Vamos quebrar o ciclo de violência contra as mulheres e meninas no Brasil? A informação é uma importante ferramenta para sensibilizar sobre esse problema.

Dica de português

As palavras podem até ter o mesmo som, serem parecidas, mas seus significados são bem diferentes. 
⬆️ Ascender: subir, elevar-se, mover-se para cima. 
💡Acender: produzir fogo, inflamar, ligar (a luz).

"Felicidade é, geralmente, a capacidade 
de ficar alegre com as pequenas coisas."

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Mitos e Verdades da Adoção

Goiaba

Roberto Carlos em Joinville

"Eu não procuro saber as respostas, 
procuro compreender as perguntas"
Confúcio

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Tolerância

Você sabe usar a bolsa corretamente? (Dica IOT)

Basta fazer uma vistoria rápida na bolsa de uma mulher para ter a certeza de que ela carrega de tudo! Mulheres são prevenidas e costumam levar consigo os mais diversos itens. Mas saiba que toda essa “prevenção” tem um preço.

O peso da bolsa sobre músculos, tendões, nervos e articulações pode causar dores e inflamações que, com o passar do tempo, podem trazer consequências. E na tentativa de equilibrar a carga, a pessoa acaba se curvando ou pendendo o corpo para um dos lados, tirando a coluna do eixo central em que ela deveria ficar posicionada.

Você pode se proteger dessas dores adotando algumas posturas simples no dia a dia:

No lugar correto - Use os ombros para carregar a bolsa, pois eles contam com um bom suporte muscular. Não dobre o braço para segurar a alça sobre o ombro, dessa forma você preserva os cotovelos e os punhos.

Minimize o seu esforço - Uma boa alternativa é carregar a sua bolsa na transversal – dessa maneira há uma melhor distribuição do peso. Caso prefira os modelos que são usados de um lado só, opte por aqueles com alças mais grossas e não tão longas.

Postura - Deixe a coluna reta, o queixo paralelo ao chão, os braços relaxados acompanhando o balanço do corpo. Outra dica é contrair os músculos do abdômen, já que ajuda a estabilizar a coluna.

Revezamento - A mania de carregar a bolsa no mesmo ombro sobrecarrega os músculos da região e pode causar dores e desvios de postura. Por isso, troque-a de lado várias vezes durante o trajeto.

Faça exercícios - Alongamento, yoga, pilates, pesos leves e outros tipos de exercício podem garantir que seus ombros fiquem fortes e tonificados. Outra sugestão é caminhar sem a bolsa durante o dia para restaurar a sua passada natural. Quando sair para o almoço, por exemplo, leve apenas o essencial e caminhe com os braços soltos.

Leia Mulheres

No dia 16 de dezembro, acontecerá o sexto encontro do clube de leitura Leia Mulheres em Joinville, na biblioteca do SESC, a partir das 15h. O livro proposto para debate é “Um teto todo seu”, da Virginia Woolf. A mediação ficará por conta das jornalistas Karoline Lopes, Marcela Güther e Naiara Larsen. A entrada é gratuita.

Baseado em palestras proferidas por Virginia Woolf nas faculdades de Newham e Girton em 1928, o ensaio “Um teto todo seu” é uma reflexão acerca das condições sociais da mulher e a sua influência na produção literária feminina. A escritora pontua em que medida a posição que a mulher ocupa na sociedade acarreta dificuldades para a expressão livre de seu pensamento, para que essa expressão seja transformada em uma escrita sem sujeição e, finalmente, para que essa escrita seja recebida com consideração, em vez da indiferença comumente reservada à escrita feminina na época.

A história de Benjamin Carson

Imagine que você é pobre, negro e vive na periferia de Detroit dos anos 60.
Além de tudo isso, você é o pior aluno da escola e todos seus colegas zombam de você. 
Agora  imagine que depois de todos estes obstáculos você se torna o maior neurocirurgião pediátrico do mundo.
Imaginou? 
Parabéns, você conseguiu ter uma ideia de quem é Benjamin Carson. 
Desmotivado e cansado de tirar as piores notas da sala, Ben se culpava por ter nascido burro. 
Sua mãe, que foi abandonada pelo marido com duas crianças para criar 
e que não aprendeu a ler e só estudou até a terceira série, sempre trabalhou 
em prol dos filhos e nunca deixou que se sentissem pior do que os demais colegas. 
Passou a exigir que seus filhos assistissem somente dois programas de televisão 
por semana e que passassem todo seu tempo livre na biblioteca, 
na qual deveriam apresentar relatórios de pelo menos dois livros por semana. 
Obedientes à sua mãe, Benjamin e seu irmão fizeram como o combinado e 
começaram a sentir a mudança em suas vidas. 
Ben já não tirava mais as piores notas de sua sala e começou a gostar disso. 
Foi o melhor aluno de sua escola na oitava série e o terceiro aluno melhor no ensino médio.
Conseguiu uma bolsa de estudos completa para o curso de medicina na renomada Yale University. 
Após terminar a faculdade, brigou por duas vagas do programa de residência 
em neurocirurgia do Hospital Johns Hopkins, dentre mais de 130 candidatos. 
Conseguiu, até que em três anos se tornou chefe do departamento de neurocirurgia pediátrica. 
Tudo isso até ser desafiado a realizar a maior cirurgia de sua vida: 
a separação de dois gêmeos siameses ligados pela parte posterior da cabeça. 
Bem foi o primeiro neurocirurgião a conseguir, preservando a vida das duas crianças, 
o que até então era considerado impossível. 
Ben Carson acabou se tornando um relato de motivação a todos que aspiram pela excelência profissional.

domingo, 3 de dezembro de 2017

No Casulo é assim!


Que bom é permitir às crianças que façam suas descobertas, 
testem suas teorias, brinquem muito e até se sujem sem receio!

Pós Graduação "Relações Familiares"

 

Diga NÃO!

Como dizia Robert Louis Stevenson:
“Não julgue cada dia pelo que você está colhendo, 
mas pelas sementes que você está plantando.”

sábado, 2 de dezembro de 2017

Utilidade Pública

Você sabia que parte do seu imposto de renda pode ficar em Joinville e ser utilizado para atender os idosos? As pessoas físicas podem destinar ao Fundo até 6% do imposto devido. As empresas, tributadas pelo Lucro Real, podem destinar até 1% do seu imposto devido e abater o valor do imposto a pagar.

Depósitos até o dia 29 de dezembro de 2017
Banco do Brasil - Agência 3155-0 - Conta corrente 300.008-7 
Identificador: CPF ou CNPJ do doador.

Mais informações com o Conselho Municipal dos Direitos dos Idosos - COMDI, telefone 3432 8543
Se cada pessoa destinar R$1,00 serão R$ 577,00 mil reais para projetos sociais na área do idoso. 

Lembrete

Dança Comigo? no Teatro Juarez Machado

Afonso Padilha

Armandinho em "machismo"

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Horário Natalino do comércio de Joinville

Dias e horários do comércio de rua:
01.12.2017 (sexta-feira) - Horário normal
02.12.2017 (sábado) - Até as 17 horas
03.12.2017 (domingo) - Fechado
04 a 08.12.2017 (segunda a sexta-feira) - Até as 20 horas
09.12.2017 (sábado) - Até as 18 horas
10.12.2017 (domingo) - Das 14 às 20 horas
11 a 15.12.2017 (segunda a sexta-feira) - Até as 21 horas
16.12.2017 (sábado) - Até as 18 horas
17.12.2017 (domingo) - Das 14 às 20 horas
18 a 22.12.2017 (segunda a sexta-feira) - Das 9 às 22 horas
23.12.2017 (sábado) - Das 9 às 22 horas
24.12.2017 (domingo) - Das 9 às 13 horas
25.12.2017 (segunda-feira) - Fechado
26 a 29.12.2017 (terça a sexta-feira) - Horário normal 
30.12.2017 (sábado) - Até as 13 horas
31.12.2017 (domingo) - Fechado
01.1.2018 (segunda-feira) - Fechado
02.1.2018 (terça-feira) - A partir das 14 horas

Dias e horários das lojas dos shoppings:
01 e 02.12.2017 (sexta-feira a sábado) - Das 10 às 22 horas
03.12.2017 (domingo) - Da 14 às 20 horas
04 a 09.12.2017 (segunda-feira a sábado) - Das 10 às 22 horas
10.12.2017 (domingo) - Das 14 às 22 horas
11 a 16.12.2017 (segunda-feira a sábado) - Das 10 às 22 horas
17.12.2017 (domingo) - Das 10 às 22 horas
18 a 22.12.2017 (segunda a sexta) - Das 10 às 22 horas
23.12.2017 (sábado) - Até as 23 horas
24.12.2017 (domingo) - Das 10 às 16 horas
25.12.2017 (segunda-feira) - Lojas comerciais fechadas
26 a 30.12.2017 (terça-feira a sábado) - Das 10 às 22 horas
31.12.2017 (domingo) - Lojas comerciais fechadas
01.01.2018 (segunda-feira) - Lojas comerciais fechadas
02.01.2018 (terça-feira) - A partir das 14 horas

Adeus novembro!

Casa do Bem Querer convida...

Você sabia?


Para conservar as folhas por mais tempo:
- Após lavar e secar, coloque as folhas no pote,
- Coloque o papel toalha na tampa e feche,
- Vire de cabeça para baixo e guarde na geladeira por até um mês.
* Trocar o papel toalha quando estiver úmido

Deepak Chopra

"A principal vantagem de alternar a prática de meditação com a atividade física é que quanto mais mergulhamos no campo do Ser puro, da percepção pura, da consciência pura, mais nossas atividades vão absorvendo suas qualidades. O conhecimento - o racional das qualidades do campo do Ser puro – infinito, ilimitado, abundante, farto, imortal - ajuda-nos a focalizar melhor nossa atenção nelas, o que só pode nos trazer benefício, porque, em última instância, o que vivenciamos é resultando da qualidade de nossa atenção."

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

CEI Casulo da Borboleta

Três moças por Jura Arruda

O painel instalado em uma das colunas do terminal urbano indicava que o ônibus 0700 partiria às 22h06. Sentei-me com três exemplares do Hekademeia – publicação da Academia Joinvilense de Letras – nas mãos. Houve tempo para ler Carlos Adauto Vieira e Milton Maciel, em textos que narram o início de sua escrita. Em seguida, o veículo grande e amarelo estacionou e embarquei, saído de um café literário no Harmonia-Lyra. Sentei-me em um banco que faz o passageiro viajar de costas, não sei exatamente o que me atrai nele, mas é o que escolho. Talvez porque ali consigo observar toda a movimentação e ouvir alguns diálogos. É prato cheio para um escritor, experimentem.

Aos poucos, mais pessoas entraram e os bancos foram sendo tomados. Diante de mim estavam três moças. Sou capaz de apostar que não tinham mais do que dezoito anos. A convicção vem da conversa que ouvi. Se tomasse como critério o aspecto físico, apostaria em quinze anos de idade. Usavam shorts e maquiagem, falavam alto assuntos que é costume falar baixo. “Eu tava muito cheirada! Cara, foi 100 gramas que ele levou”. Pensei ter ouvido errado, posicionei antena e, enquanto olhava para a janela vendo nada, tentava captar a conversa que se seguia. “Quando chegar lá, vê se já me arruma uns gole. Quero tomar todas. E uns boy também, que hoje eu tô afim de...”, não lembro se ela não completou a frase ou foi interrompida.

Uma senhora que estava próxima e visivelmente incomodada pediu licença e foi para o outro lado do ônibus. Por um momento, meu olhar cruzou com o de uma delas, que sorrindo e, sabendo que sua atitude não era convencional, disparou: “O moço deve estar assustado”. Sorri, meneando a cabeça que não. Menti. Era assustador ver aquelas meninas falando em público do uso de cocaína e bebida, entre uma ou outra citação sobre sexo e homens.

O percurso estava quase no fim, acabáramos de passar pela Sociedade Floresta, quando a menor comentou: “A gente que tem filho, tem que saber que o tempo é diferente pra pai e mãe. Tem que ficar com a criança o máximo que puder”, ao que a outra respondeu: “Eu só saio de sábado. Fico a semana toda com meu filho. Ele é tudo pra mim”. Desembarquei. Não, na verdade, ainda estou naquele ônibus – estamos todos – seguindo nessa viagem sem volta.

(Crônica publicada em 17/11/17, no jornal A Notícia)

Helping Hand

Você sabe o que é halitose?

Halitose ou mau hálito é a exalação de odores desagradáveis que provém da cavidade bucal 
através da fala ou respiração. Não é uma doença e sim, um sinal ou sintoma de que
 algo no organismo está em desequilíbrio, o qual deve ser identificado e tratado.

Como o olfato se adapta rapidamente a qualquer odor constante, o portador de halitose acostuma-se com o próprio hálito, não sendo capaz de percebê-lo. Estima-se que, em mais de noventa por cento dos casos, a origem do problema está na própria boca e não no estômago, como muitos imaginam. É um problema que afeta um terço da população e que pode refletir negativamente para as relações pessoais. Pode ser embaraçoso e constrangedor, tanto que muitas pessoas relutam até em mencioná-la ao dentista. Mas também é bastante comum e, por isso mesmo, muito possível de tratar.

As bactérias que vivem na boca acabam se proliferando devido aos resíduos de comida que ficam entre os dentes. Elas se acumulam também na língua, gengiva, palato (céu da boca) e garganta. Os resíduos fermentam, gerando um gás (sulfeto de hidrogênio) que tem um odor muito desagradável.

As principais causas da halitose são:
- higiene oral deficiente.
- doenças periodontais (gengiva) e cáries.
- ingestão de certos alimentos mais fortes, como cebola e alho.
- tabaco e álcool.
- língua saburrosa (com placa bacteriana e restos de comida).
- infecções bacterianas na região da garganta, nariz e faringe.
- diminuição do fluxo salivar.
- doenças sistêmicas, como câncer, diabetes, transtornos hepáticos e renais, entre outros.
- stress e alguns medicamentos (exemplo: antidepressivos).

Muitas pessoas fazem o consumo de balas ou chicletes, pensando que desta forma vão atacar a causa. Na verdade, apenas disfarça o cheiro provisoriamente, mas não resolve o problema. 

No que se refere à higienização caseira, as três medidas diárias mais importantes são:
- escovação adequada pelo menos três vezes por dia.
- fio dental e raspador de língua.

O dentista poderá recomendar um enxaguante bucal para complementar a higiene. É de suma importância visitá-lo periodicamente para manter a saúde bucal em dia. Em caso de qualquer alteração, como exemplo o mau hálito, o profissional irá realizar o diagnóstico e tratamento correto, descobrindo se o problema é de origem sistêmica ou local (na boca), para estabelecer um plano de tratamento, o antes possível, evitando desta maneira, problemas ainda maiores. 

Marcia Inês Macoski, cirurgiã dentista do SESC Chapecó.

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Você sabia?

Você sabia que o corpo dá indícios de estar pronto para certos desenvolvimentos que a princípio não vemos?

* A criança aprende a sentar, e junto disso seu sistema digestivo está madurando para aprender a comer sólidos. 

Vale lembrar que a Introdução Alimentar deve ser gradativa, paciente e após os 6 meses, mas sentar também deveria ser um fator a se considerar.

* Veja só, a criança aprende a pular com os dois pés juntos e está fisicamente se preparando para aprender a controlar os esfíncteres (segurar o xixi e o cocô). 

Vale lembrar que o desfralde deve ser um processo respeitoso, que leve em consideração não só o amadurecimento fisiológico, mas emocional e psicológico! Quando seu filho se interessa por ir ao banheiro, avisa que está com vontade e consegue segurar para fazer todo o ritual de usar o banheiro.

Conhecer e respeitar a criança é fundamental! CEI Casulo da Borboleta

Um pouco de português...

Você fuma?

Um levantamento realizado no começo deste ano pelo Instituto Nacional de Câncer dos Estados Unidos e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 8 milhões de pessoas morrerão até 2030 em decorrência de doenças causadas pelo fumo. Mais de 80% dessas mortes evitáveis atingirão a população de países de baixa e média rendas. 

A OMS solicita que os países priorizem e acelerem esforços para o controle do tabagismo como parte de suas responsabilidades para a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável. O controle do tabagismo é visto como uma forma efetiva para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para reduzir em um terço as mortes prematuras causadas por Doenças Crônicas Não-Transmissíveis (DCNTs) globalmente até 2030, incluindo doenças cardiovasculares, câncer e doença pulmonar obstrutiva crônica.

Segundo pesquisas, atualmente, matando mais de cinco milhões de pessoas por ano, o tabagismo aumenta a possibilidade de se contrair um tipo de HPV que provoca a maior parte dos cânceres de garganta associados ao vírus. Um grande número de pessoas infectadas pelo HPV consegue combater a doença sem muitos problemas, mas em alguns casos, o vírus continua a atuar no organismo até causar doenças mais graves, como o câncer de colo do útero e tumores orais.

Outro câncer que possui origens no uso do tabaco, é o câncer de pulmão, pois a fumaça do cigarro possui mais de 5 mil substâncias químicas das quais cerca de 50 são cancerígenas. Somente 15 % dos fumantes terão câncer de pulmão, mas outras 57 doenças estão relacionadas com o hábito de fumar.

Os benefícios de parar de fumar:
- Quando você melhora um aspecto de sua vida, outros também melhoram em seguida. 
- Aumento da autoestima sentindo-se uma pessoa mais segura.
- Aumento da sua capacidade pulmonar, assim como da energia.
- Se você tem tosse de fumante ela vai desaparecer.
- O risco de doença do coração, de enfisema pulmonar e de vários cânceres vai diminuindo com o tempo, até que você não tenha risco maior que uma pessoa que nunca fumou. 

Dicas para ajudá-lo a permanecer sem cigarros:
- Planeje com antecedência para ajudar a evitar recaídas. 
- Faça uma conta em separado, com o dinheiro que você não gasta mais com cigarro.
- Consulte seu médico e pratique alguma atividade física.
- Procure novas atividades ou desenvolva antigas de outra maneira.
- Aumente o tempo que passa em lugares onde não se pode fumar.
- Faça uma lista das dicas mais importantes para você e reveja seu manual regularmente.
- Ajude um amigo a parar de fumar, trocando com ele as suas experiências.
- Planeje uma grande comemoração para festejar os seus seis primeiros meses sem fumar. 

E se você não parou? Não se desespere, muitos ex-fumantes de sucesso fizeram várias tentativas antes de conseguir. O mais importante é que não use o insucesso dessa tentativa como uma desculpa para continuar a fumar e não tentar novamente. Dê a si mesmo um número de chances, quantas forem necessárias, até que obtenha sucesso em parar de fumar. 

Fonte: Instituto Nacional do Câncer – Inca / Coordenação de Prevenção e Vigilância – Conprev.